OS PROTAGONISTAS DO PROJETO «O VIVEIRO»

Rosa Chambuera (na fotografia, à direita, trabalhando o vime) será uma das formadoras juniores do projeto que HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL quer financiar em Tete, Moçambique.

Rosa tem 17 anos e, quando foi viver para O VIVEIRO, era uma menina que apenas tinha feito a instrução primária, que falava mal português, a quem tinha sido cortada uma perna devido a uma infeção, e cujas perspetivas de futuro eram extremamente limitadas, para não dizer lúgubres.

N’O VIVEIRO, foi incentivada a prosseguir a sua instrução, aprendeu um ofício, e está agora em condições de ser formadora de outros jovens, a quem pode dar novas perspetivas de vida.

Eis o seu testemunho:

grupo tapeçaria

“O meu sonho é continuar a estudar até 12ª e ao mesmo tempo abrir uma loja de tapeçaria em Chitima, perto da casa da minha mãe.
Eu aprendi tapeçaria em 2014 com a sra Jean Mizimbe, formadora do Malawi.
Em 2015 participei numa feira de artesanato no Distrito de Chifunde e cheguei em primeiro lugar. Depois participei numa feira provincial e a seguir numa nacional, em Inhambane.
As pessoas gostaram muito da minha produção e todos os objectos foram vendidos.
Eu gostaria que a minha loja fosse também uma escola para outros jovens, que querem aprender tapeçaria. Eu já posso dar aulas e orientar o trabalho dos outros.
Cada curso de tapeçaria contará com 10 jovens (rapazes e raparigas) da comunidade.
Para desenvolver esta actividade será preciso ter um carpinteiro que possa realizar a estrutura de madeira dos móveis.
O dinheiro que vai entrar pode servir para desenvolver a actividade, não só em Chitima, mas também a nível do Distrito e da Província.
Eu queria também reabilitar a casa da minha mãe e acolher, com o andar do tempo, meninas e meninos necessitados.”

Anúncios