PRÉMIO INTERNACIONAL HARAMBEE COMUNICAR ÁFRICA FOI ENTREGUE EM TOULOUSE

No passado dia 17 de novembro teve lugar em Toulouse, França, a cerimónia de entrega do 7.º Prémio Harambee Comunicar África.

 

 

Na categoria de reportagem, o Prémio foi entregue aos realizadores Denis Sneguirev e Philippe Chevallier, por «Mada Underground», uma reportagem sobre o quotidiano de um grupo de jovens artistas malgaches que, por entre inúmeras dificuldades, dão forma e substância aos seus sonhos, erigindo-se em testemunhos de esperança para toda uma geração. «A partir de nada, construímos tudo, ou quase tudo», recita uma rapper de Antananarivo.

Ver o filme

Na categoria de vídeo clip, foi premiado Nicholas Church por «Institut Saint Jean – École d’Ingénieur au Cameroun», um vídeo que soube mostrar claramente os valores da educação como fator de desenvolvimento económico e humano, nas palavras de um membro do júri.

Ver o filme

O júri decidiu atribuir ainda duas menções honrosas, a Ana Candeias, por «Voluntários na linha do Equador» – distinção que será entregue por HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL em janeiro próximo – e «Ciao Mamma, vado in Africa», de Medici con l’Africa Cuamm.

Ver o filme de Ana Candeias

Ver o filme de Medici con l’Africa Cuamm

Na cerimónia de entrega dos galardões, Gérard Dastugue, membro do júri, referiu o valor de uma comunicação que favorece o conhecimento mútuo, sublinhando, acerca do título do prémio: «A expressão é adequada: não se trata de comunicar sobre África, mas de comunicar África».

Anúncios