Um projeto Harambee em Moçambique

Em 2016, HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL quer concretizar o desejo de apoiar projetos em língua portuguesa.

Para isso, está em contacto com várias instituições que desenvolvem trabalho na África lusófona, a fim de constituir um ou dois projetos a que os amigos portugueses de HARAMBEE queiram ajudar a dar um empurrão.

Uma dessas instituições é O VIVEIRO, uma ONG que opera há vários anos em Tete, no norte de Moçambique. Enquanto se constitui o projeto, aqui fica já uma mostra do trabalho desta associação em prole das populações.

O VIVEIRO – Educar uma menina para educar um povo nasceu da necessidade expressa pelo padre Eusebio Maria Inocêncio (sacerdote moçambicano da Diocese de Tete) de responder à situação de emergência existente na província de Tete ao nível da formação, nomeadamente da população feminina, e relacionada principalmente com:
a presença de um elevado número de órfãos;
a existência de uma taxa muito elevada de analfabetismo feminino;
a entrada tardia das meninas no sistema escolar e o grande número de desistências;
a incapacidade da maioria das famílias de mandarem as filhas para a escola por razões económicas;
a inexistência de uma rede escolar adequada em várias zonas do território;
o desconhecimento do Português, que é a língua oficial da formação escolar;
a falta de formação no campo higiénico-sanitário, de nutrição e de economia doméstica;
a insuficiente formação nos valores de base (humana, moral, civil e ética);
o elevado número de gravidezes e casamentos prematuros;
a entrega, logo na adolescência atividades remuneradas moralmente inaceitáveis.

O projeto centra-se no desenvolvimento das mulheres, reconhecendo que elas são a verdadeira raiz da sociedade, especialmente em situações de extrema pobreza: elas são o coração da família, que é o primeiro e mais importante grupo de agregação humana. Incentivar a formação e desenvolvimento da mulher desde a mais tenra idade significa promover toda a sociedade de forma equilibrada.

 

Anúncios

Entrevista na Rádio Renascença

logoRR_new (1)Maria José Figueiredo, presidente da direção Harambee, falou aos microfones da Rádio Renascença, no programa «Porta Aberta», sobre variadas coisas da sua vida entre as quais esta  associação. Ouvir aqui

VOTOS DE BOAS FESTAS E SANTO NATAL!

presepio africano 1

Caríssima/o Amiga/o de Harambee,

HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL agradece-lhe a generosa colaboração que prestou a África durante este ano e deseja-lhe um
Santo Natal e um Feliz Ano Novo!

E não se esqueça de incluir HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL na sua lista de presentes deste ano! Para que a nossa solidariedade chegue também aos que mais precisam.

Culinária Solidária: uma manhã bem passada!

IMG_5734

Tal como tinha sido prometido, a manhã de sábado, 21 de Novembro, foi muito divertida, solidária e serviu ainda para aprender como fazer uma «Cachupa à minha moda», que é como quem diz «à moda do Chef Miguel Gameiro».

O mote que serviu de base ao encontro solidário foi a culinária africana. O desafio foi lançado e todos os que compareceram puderam deste modo ajudar Harambee, aprendendo simultaneamente a fazer um prato tipicamente africano: a cachupa. O Chef Miguel Gameiro ofereceu generosamente esta aula de culinária e partilhou com os presentes, não só os truques e segredos da arte de cozinhar, mas também histórias pessoais, experiências e boa disposição.

IMG_5761

Miguel Gameiro revelou-se uma verdadeira surpresa na cozinha para quase todos os que estavam nesta «culinária solidária», e que não conheciam a sua faceta de Chef, já que nas canções o seu talento é sobejamente reconhecido por toda a gente!

Enquanto a Cachupa ia apurando, a presidente da direção, Maria José Figueiredo, dirigiu algumas palavras aos convivas, explicando, entre outras coisas, que um simples gesto solidário como o que ali estava a ser feito, significava na prática a preciosa ajuda  aos cuidados de saúde das crianças de uma aldeia africana durante 1 mês!

IMG_5775

No final todos tiveram oportunidade de degustar a fantástica «Cachupa à minha moda». A experiência foi tão bem sucedida  que no ar já ficou a promessa de uma nova aula de culinária solidária…muito em breve!

IMG_5782

Encontro Anual Harambee em Roma

 

Nos passados 6 e 7 de novembro, Harambee Internacional reuniu em Roma os representantes de todos os países onde trabalha – Espanha, França, Itália, Polónia, Suíça, Estados Unidos e Portugal – com dois objetivos: entregar os Prémios de Comunicação 2015 e proceder ao balanço anual das atividades da instituição e ao planeamento do novo ano.

 

encontro roma 1 grupo

O Prémio Comunicar África foi entregue, na categoria de reportagem, a jovens realizadoras italianas, Claudia Palazzi e Clio Sozzani, pelo seu documentário Jeans & Martó, a comovente história de um jovem africano com uma enorme ânsia de saber que tudo sacrifica a esse desígnio.

Na categoria de video clip, o prémio contemplou, ex aequo: Federico Marangi, um jovem de dezassete anos, por Waves, com argumento original; e The Real Heroes, de Wojciech Sierocki e Marcin Kiszka, dois estudantes de medicina polacos que fizeram um estágio de voluntariado no Quénia e apresentam uma visão muito própria dessa experiência.

A cerimónia de entrega dos prémios foi precedida por um interessante debate entre dois jornalistas que se ocupam de temas africanos e um realizador premiado por um documentário sobre o tema do SIDA, que conversaram sobre essa complexa tarefa que é comunicar África.

Os filmes premiados podem ser vistos no brevemente aqui no site.

encontro roma 4

No dia seguinte, as delegações nacionais de Harambee passaram uma parte do dia a receber formação sobre angariação de fundos e comunicação através da Internet. O resto do tempo foi dedicado ao relato das atividades levadas a cabo em cada país.

 Harambee África Portugal teve oportunidade de referir o jantar/conferência de março, bem como a conferência de agosto, para além do lançamento do novo site e respetiva newsletter e da presença nos média de Cátia Guerreiro, a porta-voz da instituição.

Até ao fim deste ano, Harambee África Portugal terá ainda uma importante e empolgante atividade de angariação de fundos – Culinária Solidária, com Miguel Gameiro – e porá à venda os seus postais de Natal.

encontro roma 2Para 2016, contamos desenvolver outras atividades de angariação de fundos e promover o financiamento de projetos nos países africanos lusófonos, um desiderato que não foi possível concretizar nos últimos anos.