Todos os artigos de _____________________

I CONCERTO DE NATAL HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL

 

Decorreu ontem, no Palácio Foz, em Lisboa, o I Concerto de Natal Harambee África Portugal, cujos lucros se destinam a financiar os projetos apoiados por HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL este ano: combate à mortalidade materno-infantil na República Democrática do Congo e recuperação de crianças e jovens de rua no Togo.

Na belíssima Sala dos Espelhos do Palácio Foz praticamente esgotada, os presentes começaram por ouvir Mimi Froes interpretar algumas canções de sua autoria, terminando com o clássico «Santa Claus is coming to town».

No intervalo, foi sorteado um Cabaz de Natal com todo o tipo de coisas boas para a mesa da consoada. A compradora da rifa premiada não estava presente na sala, mas o Cabaz foi posteriormente entregue em sua casa.

Na segunda parte do concerto, ouvimos o Liedertrio, composto por Pedro Ramos (piano), Susana Valente (clarinete) e Inês Pimentel (voz), interpretar várias canções inglesas e americanas, terminando com uma versão da conhecida «Vocês sabem lá» e com «It’s beginning to look a lot like Christmas», que deixou todos no espírito da época.

 

HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL agradece a todos quantos quiseram contribuir para esta alegre e familiar reunião – nomeadamente, o Palácio Foz, em particular na pessoa da Dra. Adelaide Banha -, com a qual vamos, uma vez mais, poder ajudar África a ajudar-se.

Anúncios

PRÉMIO INTERNACIONAL HARAMBEE COMUNICAR ÁFRICA FOI ENTREGUE EM TOULOUSE

No passado dia 17 de novembro teve lugar em Toulouse, França, a cerimónia de entrega do 7.º Prémio Harambee Comunicar África.

 

 

Na categoria de reportagem, o Prémio foi entregue aos realizadores Denis Sneguirev e Philippe Chevallier, por «Mada Underground», uma reportagem sobre o quotidiano de um grupo de jovens artistas malgaches que, por entre inúmeras dificuldades, dão forma e substância aos seus sonhos, erigindo-se em testemunhos de esperança para toda uma geração. «A partir de nada, construímos tudo, ou quase tudo», recita uma rapper de Antananarivo.

Ver o filme

Na categoria de vídeo clip, foi premiado Nicholas Church por «Institut Saint Jean – École d’Ingénieur au Cameroun», um vídeo que soube mostrar claramente os valores da educação como fator de desenvolvimento económico e humano, nas palavras de um membro do júri.

Ver o filme

O júri decidiu atribuir ainda duas menções honrosas, a Ana Candeias, por «Voluntários na linha do Equador» – distinção que será entregue por HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL em janeiro próximo – e «Ciao Mamma, vado in Africa», de Medici con l’Africa Cuamm.

Ver o filme de Ana Candeias

Ver o filme de Medici con l’Africa Cuamm

Na cerimónia de entrega dos galardões, Gérard Dastugue, membro do júri, referiu o valor de uma comunicação que favorece o conhecimento mútuo, sublinhando, acerca do título do prémio: «A expressão é adequada: não se trata de comunicar sobre África, mas de comunicar África».

MENÇÃO HONROSA PARA PORTUGAL NO VII PRÉMIO HARAMBEE COMUNICAR ÁFRICA

VOLUNTÁRIOS NA LINHA DO EQUADOR, de Ana Candeias, jornalista da TVI, recebeu uma Menção Honrosa no VII PRÉMIO HARAMBEE COMUNICAR ÁFRICA.
 
O documentário de Ana Candeias retrata uma experiência de voluntariado de portugueses em São Tomé e Príncipe, enquadrados nos Leigos para o Desenvolvimento. O júri apreciou especialmente “a capacidade de mostrar, através da narrativa de uma experiência de voluntariado, as enormes dificuldades das pessoais locais com um olhar realista e respeitoso, evitando a comiseração”.
 
O Prémio, atribuído de dois em dois anos, pretende contribuir para a difusão de uma informação mais real sobre África, de uma imagem que reflita os conflitos, mas também as esperanças, a riqueza e a diversidade das culturas e dos povos africanos, a fim de promover o conhecimento de um continente que é um bem para todos nós.
 
O Prémio será entregue em Toulouse, no próximo dia 17 de novembro.
A entrega desta Menção Honrosa será feita por HARAMBEE ÁFRICA PORTUGAL e terá lugar em Lisboa, em data a anunciar.
Veja o documentário de Ana Candeias:
Veja também a referência ao mesmo no telejornal do dia da TVI:

A CULINÁRIA SOLIDÁRIA FOI UM SUCESSO

O curso de culinária para os mais novos foi um verdadeiro sucesso.

Durante três sábados de manhã, as crianças e os respetivos monitores puseram os aventais, meteram (literalmente) a mão na massa da carne picada e aprenderam a fazer almôndegas, bolonhesa e hambúrgueres, com os respetivos acompanhamentos e sobremesas.

Para além de se terem divertido muito, os mais novos ficaram capazes de substituir os pais em caso de necessidade, e ainda ajudaram os meninos de África a nascerem saudáveis, contribuindo para o Cabaz Mamã da República Democrática do Congo.

No final, a professora distribuiu as receitas.

(a fotografia de grupo da terceira sessão)